Consumo

5 cuidados necessários com o consumismo

Consumismo, uma palavra que está tão inserida em nosso cotidiano que, muitas vezes, não paramos para refletir sobre os danos que ele pode nos causar.

O consumismo é o ato do consumo exagerado, ilimitado e desnecessário. É não conseguir ir ao shopping sem sair com várias sacolas lotadas de compras que você nem precisava.

Apesar do prazer momentâneo, ter atitudes consumistas só faz mal a você, ao seu bolso e ao planeta. Por isso, é preciso tomar muito cuidado com o consumismo e saber lidar muito bem com ele.

Para te ajudar, destacamos, aqui os 5 cuidados necessários que você deveria tomar com o consumismo.

1. Pise no freio do consumismo e não extrapole

Sair de casa sem saber o quanto você pode gastar é um perigo! Isso só vai colaborar para que você gaste muito além do que pode e compre o que não precisa. Por isso, é extremamente importante planejar as suas finanças e ter o seu orçamento sempre em mente.

Estabeleça uma meta de gastos para tudo o que for fazer. Vai viajar, fazer compras em uma loja virtual ou visitar uma feirinha da cidade? Defina previamente um valor “x” como limite máximo de gastos. Ter uma meta de gastos estabelecida vai te ajudar a comprar só aquilo que você realmente pode e precisa.

2. Não deixe o emocional falar mais alto

A emoção, muitas vezes, é a vilã do consumo. Quando o lado emocional fala mais alto que o racional, o resultado sempre será o consumo exagerado. A indústria conhece esse lado fraco do consumidor e o bombardeia o tempo todo com anúncios e propagandas que vão direto ao nosso lado emocional.

Todo cuidado é pouco. Sempre que fizer uma compra, coloque a mão na consciência e avalie racionalmente se aquilo é mesmo necessário.

3. Não compre nada sem pesquisar antes

Um cuidado muito importante que precisa ser adotado é evitar compras impulsivas. Viu um produto e, de cara, você vai lá e compra? Essa é uma atitude que, na maioria dos casos, termina em frustração. Por isso, prefira a frase “estou só dando uma olhadinha” a “gostei, vou levar!”. É muito importante fazer uma pesquisa antes de adquirir produtos ou contratar qualquer serviço.

Assim, você terá a certeza de que fez uma boa escolha.

4. Fuja das compras parceladas

Tome muito cuidado com o parcelamento. Dizer que algo custa R$ 500,00 pode parecer pesado no pagamento à vista. Mas a situação muda quando o vendedor diz que custa apenas dez parcelas de R$ 50,00. Cinquenta reais parece ótimo! Contudo, ao juntar todas as parcelas, a conta pode sair mais cara do que o previsto.

Fique de olho também nas compras parceladas com juros. Por fim, lembre-se de que é possível conseguir, em muitos casos, bons descontos se o pagamento for à vista.

5. Evite o mal do século

As gerações atuais sofrem de um grande problema. O hábito de reparar, em vez de comprar um novo, foi se perdendo. Hoje, vivemos na era do “estragou, jogue fora e compre outro”. O problema é que esse tipo de atitude nos destrói cada dia mais. Considere reparar produtos danificados. Dê mais atenção às garantias. Elas te darão a segurança de reparar o seu produto sem custos extras.

Além de reparar, também é possível dividir. O consumo colaborativo nos permite isso. Este é o ato de compartilhar um bem de consumo que poderia ser usado apenas por um indivíduo e acaba se tornando útil para várias pessoas.

É preciso aproveitar todas as possibilidades, mudar os nossos hábitos e pisar no freio. O consumo exagerado só nos leva para um abismo cada vez mais profundo.

Se um produto deu algum defeito, leve a alguém que saiba consertá-lo. Acione a garantia, procure uma assistência técnica. E, claro, guarde as notas fiscais: estas, sim, são muito úteis para a manutenção do seu patrimônio. Arrume, ajuste, conserte, repare. Pode acreditar: dessa forma, o seu bolso e o planeta vão agradecer!

Gostou deste post? Quer mais dicas para economizar, além de abandonar o consumismo? Então, clique e descubra as 5 dicas para economizar dinheiro diariamente.

Você pode gostar
Afinal, o que é consumo colaborativo e por que ele é importante?
Aprenda a organizar uma viagem de férias em família sem gastar muito

Deixe seu comentário

Seu Comentário*

Seu Nome*
Seu Site

Share This